BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

Keep Going!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

deus abençoe a coca zero.


Começando pelo começo: Segunda começou o desafio e eu só lembrei depois do meio dia - e entre as 9 e o meio dia eu comi pacaralho.
Nah, nem tanto. Mas demais. Ou mais doq devia.
Não pensem q não to prestando atenção noq como, juro q to, mas não sei dizer exatamente oq andei comendo. Sei q na segunda jantei dizendo q era a ultima vez.
Ontem, depois de uma série de pendências e um smartphone novo, cheguei em casa pra uma vina (vina é como a gente chama salsicha em curitiba. Eu to avisando pq eu nunca lembro de "traduzir curitibanês" então vcs podem vir a encontrar essa palavra de novo nesse blog) e acabei comendo um miojo talharim. De noite.
Vc podem se perguntar oq eu comi durante o dia, foi só uma maçã. Mas não, eu tinha q cagar tudo quando cheguei em casa.
Enfim, entre altos e baixos, meu peso fica em.... 58.5.
É issoaí, negads, em 3 dias eu só perdi meio kg.
E pq? Pq fui trouxa e jantei.
Um adendo. Não adianta - não importa oq eu coma de dia, comer de noite é q me engorda/mantem meu peso. Sempre. Quando eu paro de jantar, meu peso cai vertiginosamente, independente doq eu coma durante o dia. (Ou quase. Comer mc todo dia, por exemplo, não dá).
Parece simples, não? PAre de jantar, sua porca gorda!
Pois é. Facinho.
Exceto pelo fato de que eu fico, nas férias, fora de casa de 12:30 as 22:30, trabalhando até o cérebro desmanchar. Em época de aula, de 6:30 da manhã até 22hs. Isso inclui os sábados. E quando eu chego em casa, não importa se eu comi bobagem. Eu preciso jantar - comer comida quente, comida de verdade, nem q seja miojo (q não é "comida de verdade" mas substitui bem), pq parece q é só oq meu corpo precisa - não interessa se eu comi horrores em salgadinho e bolacha. Meu corpo só descarta isso - joga nos reservatórios de banha na minha cintura.
Eu acho q pras anas de verdade, as anas hardcore, eu devo soar, além de porca gorda, uma porca gorda preguiçosa. Só fechar a boca, né?
Eu lembro do tempo q era assim. Quer dizer, eu fechava a boca e pronto. Daí depois que "ele se foi" (eufemismo pra quando "ele" chutou minha bunda pq tava de saco cheio das minhas criancices) eu cometi o maior erro que uma pessoa com problemas de peso pode cometer: transformei a comida em terapia.
Só não é melhor que me cortar.
Pq comer me deixa calma, me faz feliz por meio segundo, enquanto a comida está na boca, e parece que isso faz valer o horror que sinto quando a comida bate no estômago. Aliás, isso é oq transforma o vômito, de algo nojento, num prazer supremo. Sinto que posso ter tudo - comer E não engordar. Sensação de poder, total e extremo.
Já os cortes são ao contrário - quando me sinto no limite, quando acho q vou me quebrar de tanta raiva ou angústia, não sei como nem porque, os cortes me acalmam. Me fazem sentir racional e inteira de novo.
E não comer?
Acho q aí q tá o problema. Não comer me dá sensação de controle e controle eu já tenho demais. Juro. Eu me controlo pra não chorar, pra não sorrir, pra passar despercebida, pra não fazer movimentos bruscos, pra não surpreender, pra não cometer gafes, pra não pagar micos, pra não me arriscar. Pra me ajustar na linha onde querem que eu me encaixe, e faço bem meu papel de boa menina, como sempre. Controle é meu nome do meio.
Por isso desabafo tanto no blog, por isso reclamo quando me dão oportunidade, por isso que como. Por isso que como. Porque é tanto controle que quando aparece uma valvula de escape me agarro nela, porque eu sinto que as emoções, e angústias e tudo que represo estão vindo como ondas, tsunamis, e se eu não deixa-las sair de algum modo, vaõ me quebrar em pedaços, vão me partir ao meio.
E aí vcs param e pensam, se é tão embaçado assim, pq não largar mão disso?
Pq se vc parar pra pensar, tem outras saídas mais fáceis q a privação de alimentos.
Aí que entra o problema. Eu quero ser pérfeita. E na minha busca pela perfeição, ser gorda não se encaixa.
Então, a saída número um seria bulimia, bulimia sempre até não aguentar mais, bulimia até morrer. Pois é. Problema é que não quero perder (mais) dentes. Toda vez q passo a língua naquele buraquinho lembro o molar que me custou. Isso não me impede de vomitar, é claro, mas me impede de fazer isso o tempo todo, enfiar o pé na jaca e compensar depois. Fora que eu sempre ficaria com medo de não ter vomitado tudo. E fora que já fui primariamente bulimica um tempo e não me ajudou a emagrecer, pelo contrário, me engordou quase 10kg.
Exercícios? Estão no plano.
Alimentação saudável? Já tentei. Sim, tentei R.A.. E engordei, juro pra vcs.
Acho q é como diz a Safi, não posso comer como uma pessoa normal que engordo.

Então a saída é passar fome. E digo pra vcs, Eu AMO a fome. Claro que não é fácil, e claro que a maior parte do tempo eu to surtando e querendo comer.
Mas a coisa sobre a fome é que depois q ela atinge um certo estado de agonia, ela fica maravilhosa. Eu me sinto amortecida (não entorpecida, amortecida mesmo, como se um elefante tivesse me usado de almofada), e é gostoso (pq é amortecimento sem aquele formigamento chato). Eu fico com uma leve dor de cabeça e meus joelhos parecem que não me suportam, e eu sinto um calor, um abafamento nas orelhas, como se alguém tampasse meus ouvidos, e parece que eu vou desmaiar a qualquer momento, mas CARA COMO É BOM.
Sei, to parecendo maluca. Mas sério, acho muito bom.
Problema é q raramente consigo chegar no estado de fome necessário pra ter essa sensação.

Bom, são quase dez e não to fazendo muito sentido.
Pra terminar: Ia ficar de NF hj mas sou uma fraca bunda mole. Pra mim NF tem q ter pelo menos 12hs, mas com menos de 24hs é um NF muito do sem vergonha. Fiquei 17hs. Tomei duas latas de coca zero, comi um bombom alpino quando tava naquele estado de "que zumbido é esse no meu ouvido, é a morte?", depois comi uns 5 amendoins doces (unidades, não pacotes) e um pedacinho de doce de amendoim q mordi só pra encher o saco de um colega de trabalho (o doce era dele). Chegando em casa vou comer uma vina, acho, e dormir.

Amores, mais uma vez desculpem pelo post imenso. Mas amo vir aqui desabafar, e isso me ajuda a colocar as idéias em ordem até. Mas vcs sabem, raramente tenho tempo.
Volto logo, espero.

Bjs, Bunny

Stay Strong

5 comentários:

Anna Williams disse...

Eu nunca participo de desafios, sei que vou falhar :-( Estou tentando desafiar a mim mesma pra ver se eu páro de comer normalmente sem restricões. A única vantagem dos meus hábitos alimentares no momento é não tomar café da manhã.

Tangегіие disse...

Ai flor, sei bem como é e aguentar durante o dia e escorregar a noite.
Seja forte...

MAIS UMA ANA ENTRE TANTAS... disse...

caraca vc é igual a mim! eu posso ficar o dia td sem comer mais de noite acabo comendo e isso me da muuuuuita raiva!! agora que consigo mia fica melhor pq se como muito eu coloco pelo menos um pouco pra fora. amei seu blog e vc meu blog eh www.mais-uma-ana.blogspotc.om depois vai lá eu vou seguir. bjus força e se cuida

MAIS UMA ANA ENTRE TANTAS... disse...

caraca vc é igual a mim! eu posso ficar o dia td sem comer mais de noite acabo comendo e isso me da muuuuuita raiva!! agora que consigo mia fica melhor pq se como muito eu coloco pelo menos um pouco pra fora. amei seu blog e vc meu blog eh www.mais-uma-ana.blogspotc.om depois vai lá eu vou seguir. bjus força e se cuida

megan disse...

oiii florrr! coca zero é oq há adorrrrrrro
passei pra te desejar forçaaa
um beeeijo