BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

Keep Going!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Somebody please shot me

Sério. Eu poderia passar horas aqui falando de gordices, mas a coisa é q não devo. Pq eu tenho uns 6 trabalhos pra terminar (não tenho bem certeza) e to com um puta medo de me ferrar exatamente nas minhas matérias favoritas.
De peso, nem preciso falar. Diminui muito pouco os doces, mas resolvi q não vou mais comer wafer, pq eu como um pacote inteiro facinho (eu não era assim) tenho medo de, aos 23, estar ficando velha e relaxada. Sempre me senti como se tivesse muito mais mesmo. E ele disse q eu precisava de um geriatra pq eu era muito ranzinza. Sem falar, claro, nas vezes que discutimos por causa da minha criancice, aí talvez ele me recomendasse um pediatra.
Oh, blame it on me cos imma sinner.

Enfim.

Mais ridículo ainda é ver q a essa altura do campeonato ainda tenho paixonite. Não pensem q é a primeira depois dele. Eu tenho paixonites cronicas sempre - incluindo enquanto me dilacerava por ele. E sempre são gays ou comprometidos ou, mais comumente, simplesmente não estão afim de mim pq aliás, nunca estão.
Mas basta dizer q dessa vez é pior. Um colega de trabalho que fez bullying comigo no segundo grau - não o culpo, todo mundo fazia e pra eles, devia parecer engraçado. Pra mim não era.
Aí a gente cresce e ele é uma pessoa legal q mal lembra doq disse, afinal "ah, eu tinha só 15/16/17 anos", a boa e velha desculpa do "não-faça-disso-uma-grande-coisa", que funciona pra todo mundo menos pra mim (oh, será porque eu era sempre a vítima?)
Enfim, é um sentimento confuso. Não é amor global nem paixão hollywoodiana, mas gosto dele - e no fundo devo admitir, a questão é que eu queria q ele gostasse de mim. Eu tenho essa fantasia maluca onde todo mundo q me conheceu quando eu era "Carrie, a Estranha" me visse diferente hj e gostasse de mim ou se admirasse....
A coisa é q eu não to nem um pouco diferente.

Aliás, se servir de referencia, eu to mais gorda doq era no segundo grau. Bem menos esquisita, mas imensamente mais... ou menos. Menos algo q não sei q é. Vazia, cinzenta. Não sei bem.
Meu psiquiatra q não em ouça, mas como eu quero a ana de volta! Prefiro estar doente e emagrecendo, mas tendo um foco, doq largada do jeito q estou, com tempo suficiente de pensar bobagem.
Vou exorcizar essa paixonite o quando antes.
Sai de mim!

2 comentários:

Anna Mia 4ever disse...

Paixonite é mais do que tensoo, aquente fica de um jeito que nem sei explicar.Quanto a vc tenho certeza q as pessoas te veem diferente e que vc não é nenhuma Carrie, a estranha.
Forças sempre
beijo

Amiga sofredora disse...

Olha não se menospreze assim, comece a procurar as coisas boas dentro de você e só assim você vai conseguir emagrecer e se dominar contra a vontade de comer. Comigo também foi assim e só agora estou conseguindo me mudar. Foi difícil mas não impossível. Bjuss