BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

Keep Going!

terça-feira, 28 de junho de 2011

[insira um trocadilho sobre bochechas aqui]

Quando eu era criança, minha tia me chamava de Fofão (ou de buldogue). Pra quem tem menos de 20, fofão era um personagem da TV de espécie não identificada, algo entre um cachorro buldogue e um ser humano. Pode até ser maldade, mas era imensamente, sempre, justificado pelas minhas bochechas. Elas sempre foram grandes, gordas e caídas, desde que nasci, ou pelo menos, desde que saí do hospital. Mais uma curiosidade: quando nasci, não estava respirando e por 48hs ngm podia dar a minha mãe garantias de que eu ia sobreviver. Enfim, como vcs podem ver, eu sobrevivi, e todo dia me pergunto pq.
Mas voltando as bochechas, depois de nascer magrelinha, engordei, saí do hospital com aquelas bochechas enormes. Mesmo sendo uma criança de peso normal a magra, minhas bochechas davam a impressão de obesidade. Aí tive anemia, tomei uma pá de remédios, fiquei gorda de verdade e as bochechas ficaram ridiculamente grandes.
Na época que fui mais magra, quando eu tinha entre 16 e 20 anos, e entre 45kg e 49kg, meu rosto secou. Claro que, como MJ e seu nariz, eu via as bochechas mesmo quando elas não existiam. Só pouco tempo atrás, vendo uma foto de 2007, percebi como meu rosto era magro. Até agora.
Estava hoje comendo uma gordice qualquer quando mordi a parte de dentro da bochecha. Percebi, então pq tem sido dificil pra mim mastigar. Porque minha bochecha de Quico entra no caminho.
O que mais me falta pra perceber que já passou da hora de mudar? Comprar roupa em lojas plus size? Ter gente me dando lugar no ônibus achando que tô gravida? Ah, espera, isso já aconteceu.
Eu tinha dito na virada do ano que precisava perder 18kg em 18 meses. Já se passaram 6 e eu não perdi nada - se duvidar, ganhei. Agora não vou mais fazer a formatura, e confesso: um dos motivos é que me sinto feia demais pra uma exibição pública.
Eu quero de volta a melhor parte da minha adolescencia que eu achei q era a pior. Me fazia bem as pessoas se assustarem com a minha magreza, me dava sensação de "consegui".
E agora?
Eu ganho meu dinheiro só pra me enterrar em comida e livros e me esconder da vida. Me esconder da realidade de que tenho 23 anos e minha perspectiva é ser gorda, cada vez mais, morar pra sempre com minha mãe e morrer sozinha, quiçá com poucos amigos.
E não, isso não é sobre namorados. Eu me abandonei também. Estou sozinha porque me deixei sozinha.

7 comentários:

Anita disse...

Oi!

Tudo isso é muito triste.E me sinto na mesma situação.Não saio mais de casa para q as pessoas não vejam o quanto estou gorda.
Meu desleixo é visível,e eu não tenho perspectivas para o amanhã.
Eu era magra ate me entupirem de Biotônico Fontoura.Lastimavel:(

Beijo e força^^

Sam disse...

Você era o Fofão da escola e eu a Mônica [por ser gorda, baixa e na época dentuça ú.u] Eu também, já fiquei escondida dentro de casa, sem nem estudar, por vergonha de mim mesma. Parece que as pessoas só riam de mim, da minha gordice. Affe. Sou sua nova seguidora, ok? ;*

Roxy disse...

Ah amor... Vc era o fofão eeu era a baleia, bola 8, big brigadeirão, etc... Acho que a maioria de nós passamos por isso na infância =S
Crianças são maldosas --'

Vc irá superar essa fase de comer, vc vai ver =)
Tbm estava assim, mas chega uma hora e nós acordamos novamente para a realidade...


Te adoro, e me perdoe pela ausência aqui =*


Kisses,Roxy. ♥

megan disse...

Eu tb era uma bola 8..fat...balão...q ódio
tenho trauma até hj
e fat ainda...
força.... bjussss

Anna Mia 4ever disse...

OI linda, tenho certeza que está mais do que na hora de tomarmos atitude,sei como é terrivel nos sentirmos gordas até pra ir na padaria, mas não desiste de vc! NÂO PODEMOS!
força e quando precisar estou aqui
bjs

Chocolatte Amargo disse...

Achei seu blog o máximo! Gostei muito, resolvi te seguir pra dar uma força! Passa lá no meu. Um bjinhooo

Descomedida~ disse...

Vc precisa encontrar um estímulo dentro de vc, amg.
Te desejo tudo de bom sempre e sei que vc é capaz.

<3