BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

Keep Going!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lucy on the scale for the third time.+edit

Não sei porque eu fiquei tão chocada com o número na balança.
59,2.
Ok, eu pensei. Faça as contas. 400g da blusa, e 400g dos tênis, mas quem sabe, tem a calça do pijama por baixo....
Ahhh, de que adianta? Vamos encarar os fatos: Dois anos atrás eu jamais pensaria em um peso como esse. Minha sessentofobia havia deixado de ser sessentofobia anos antes, se transformando em cinquentofobia. Lembro que quando meu peso chegava em 49,9 eu surtava completamente.
Bons tempos.
Então fiquei pensando, que droga foi que aconteceu comigo?
Fui pro centro da cidade, deixei a carta da minha irmã no correio e fui na biblioteca devolver uns livros. Emprestei Mulheres que correm com os lobos, no caso (improvável) de terminar Abzurdah esse fim de semana. Fiquei pensando no caminho em fazer NF. Sim, claro: chegar no trabalho e só tomar água, chegar em casa e sumir com a comida q minha mãe disse q ia fazer. Simples. Já havia tomado café da manhã, E quando acordasse hoje já teriam se passado as 24hs. Me disseram uma vez que você considera NF a partir de 12hs, mas pra mim são pelo menos 24, sem chance. Se eu comer 10kcal nessas 24hs, já virou LF.
Então, quando a menina do McDonalds me disse que haviam acabado os brindes do Shrek (só depois de passar meu cartão), não reclamei como era meu direito. Também não reclamei de parecer uma idiota zanzando pela praça de alimentação pq não tinha uma mesa na hora do almoço, e não reclamei quando percebi que ela havia derramado coca-cola por toda a bandeja. Quer dizer, era o destino. Eu merecia isso. Merecia que as pessoas me tratassem como a gorda que sou, como a estúpida que mostrei ser. Agi como tal.
Também não fiz questão de fazer o mínimo de barulho possível no banheiro do shopping. Foi-se o tempo em que eu temia ser ouvida - embora ainda tenha esse cuidado em casa. Não mio em casa pq não quero ouvir encheção de saco, simples assim. Mas no shopping não ligo. Metade das patricinhas fazendo escândalo e se olhando no espelho já fizeram isso. Algumas, aparentemente o fazem lá tb.
Enfim.
Então, a parte estranha é q não comi mais porcarias depois. Meus dias tem sido de comilança incessante, não sempre de grandes quantidades de uma vez só, mas também de doces e pequenas premiações ao longo do dia. Me pergunto: "porque não um milk shake? Faz tempo..." e em seguida um doce, em seguida um - ou dois - chocolates, amo chocolate.... pra ser seguido de dois pratos cheios de comida.
Mas ontem não. Ontem jantei, depois de chegar do mada (pela primeira vez em muito tempo, não desatei a falar numa reunião) e fofocar com o gui, jantei - arroz e feijão, só - e apesar de não ser uma quantidade de "anna" (estilo duas colheres disso e daquilo), mas não fiquei mega estufada. Hoje de manhã me pesei na balança da farmácia. 56,2. Estranho. Quer dizer, não podia estar certo - 3kg de um dia pro outro? Apesar das blusas e calçados, eu sei as variações de peso causadas por cada peça de roupa (quase todas) e sei q a diferença era muito grande.
Ah, claro. A balança estava com defeito - percebi quando cheguei q os zeros piscavam e voltaram a piscar quando desci dela. Bom. Não pode estar tão errado. Pode sim, mas enfim. A coisa é q sei q posso ter emagrecido de ontem pra hoje.
(Me pesei na balança de casa - 56.2, tb, mas começo a suspeitar que essa balança sempre me dá menos peso - talvez pq eu sempre me pese sem roupas nela, mas não pode dar TANTA diferença assim).
Desci da balança e peguei um absorvente (maldita menstruação, sempre) e cheguei no caixa. Antes q pensasse melhor, peguei um chocolate. Esqueci de contar: ontem não foi a força de vontade, mas as filas no quiosque de sorvete e a falta de mais quiosques que me impediram de tomar o segundo milkshake em dois dias. Eu propositadamente sabotei minha gula, tomando uma rua que eu sabia q demorava mais a chegar no mada - e que não tinha uma lanchonete sequer, onde eu pudesse passar meu cartão refeição. De modo que hoje, na farmácia, tendo dinheiro, eu enfiei a mão em uma das caixinhas do lado do caixa e peguei um Sonho de Valsa Mais, que comi no terminal, enquanto esperava o ônibus seguinte.
(Quem não mora em Curitiba, um dia eu ainda explico o sistema de transporte daqui).
Mas depois de acordar eu já tinha comido três fatias de pão com maionese, uma xícara de leite com - muito - nescau e meia xícara de café com leite. Isso não me incomodou - pra vcs verem o nível de gordice, nem me preocupei com oq comi, e comi um sonho de valsa (é, talvez seja a atitude saudável e correta - quando vc não engorda com a minha facilidade). Então peguei o ônibus "principal" - oq leva mais tempo e dá pra ir sentada, hihi - e fui lendo Abzurdah.
Eu gosto de Abzurdah pq a Cielo é muito parecida comigo. É uma vaca egocêntrica, na visão dos outros, mas creio que eu entendo - aqui dentro de mim tb é uma confusão. Eu tb necessito do "meu Alejo" (embora não se chame assim) como uma droga, e - encaremos - ele tb manipulou meus desejos de acordo com os seus. A diferença é q nunca tivemos um relacionamento sexual. Mas houve tb um relacionamento doente de promessas não feitas e não cumpridas, palavras manipuladas - de ambas as partes - e dor desesperada - da minha parte. Mas quem sabe isso mereça um post especial. Se eu tiver paciência.
Voltando ao ônibus, cheguei na parte que uma amiga lhe ensina a vomitar. E pensei "estúpida. Pq esqueci disso?" Como poderia não ter pensado nisso? Cheguei no trabalho, larguei minhas coisas e fui miar.
Não emagrece - eu sei por experiência. Mas é melhor q me entupir. E aí fico me sentindo enjoada o suficiente pra não descer na lanchonete e comprar alguma porcaria.
Me senti bem melhor e assim que terminar o café aqui do meu lado vou miar de novo. Quero dizer, eu já comprometi meus dentes mesmo. Meu estômago nunca foi grandes coisas e eu estou toda ferrada. Posso amenizar os efeitos da comida por enquanto.
Meu maior problema é a noite. A noite sinto mais fome e mais gula. Não importa se comi ou não durante o dia - chego em casa e ataco o que tiver. Assim que descobrir como enganar essa gula, talvez eu consiga fazer algo a respeito do meu peso - já q oq me engorda, ou pelo menos, não me deixa emagrecer, é esse ataque da noite. Já que não sinto fome durante o dia, se não fosse esse ataque, eu faria nf e lf o tempo todo. Viveria de 300, 400 kcal por dia. Então eu vou dar um jeito de enganar a fome/gula da noite, e até lá, vou miar tudo que comer de dia no trabalho ou no shopping q é quase aqui do lado. Como pude esquecer desse detalhe?
Enfim. Pra quem chegou até aqui, parabéns, desculpem mais uma vez pelo comprimento do post.
Beijos no coração e até mais.
EDIT:
Esclarecido o mistério. Depois de comer, miar, ir ao banheiro trocentas vezes no dia, comer mais um pouco e fazer a equação do peso em três balanças diferentes, estou com 57kg. Agora vou tomar as atitudes cabíveis e postar com mais frequencia pra tirar fora dos blogs pq não tenho mais pra onde correr.
Simbora!

6 comentários:

Yara disse...

Flor,
essa sua gula da noite tem nome, e o nome é compulsão alimentar. Sofro desse mal, tbm a noite... e ainda é um dos maiores sabotadores da dieta. Você sente AQUELA sensação de onipot~encia sobre a comida (posso comer isso, pessoas normais comem a noite)e é simplesmente como se não houvesse amanhã, como se amanhã vc não tivesse que entrar numa roupa e sair de casa.
Ultimamente tenho usado calmantes... durmo chapada de calmante. Se acordo no meio da madrugada as vezes como uma coisinha... mas o quentinho do edredom é mais atrativo q a fria geladeira quando estou tonta de sono.
Tente boicotar a alimentação a noite... nenhuma migalha pra não engatilhar uma compulsão, funciona.

Eu sei mto bem como é essa sensação de "puts, 10 kgs a mais, como deixei chegar a esse ponto", mas saiba que tem saída. E a saída é menos dolorosa do que a inércia, sempre.

Já li Abzurdah e tbm me identifiquei bastante com ela, principalmente um pouco mais pro final do q a parte em q vc está. Achei o livro fantástico, não consegui levantar a bunda da cadeira até terminar (li no computador, em espanhol). Depois quero lê-lo em portugues.

Beijão
FORÇA E CONTROLE

Marcy! disse...

A noite viro um monstro, e na cozinha é que faço minhas matanças...

Sabe, esses dias, esperando pra usar o banheiro do shopping, uma menina saiu quase correndo, quando entrei no banheiro, o cheiro de sorvete, provavelmente de frutas vermelhas, conhecido, não me enganou... :S Estranho pra mim.

Beijos.

#Saudade.

(●• LIA •●) disse...

Oiee!!

Não li seu post... vim para responder a pergunta que deixaste em meu blog, sobre a Ração Humana.

Não é tão ruim assim não! Vc pode misturar com um fruta, polpa de suco ou iogurte que fica legal. Tem no finazinho um gostinho de semente do cacau, não sei se já comeu. Mas não amarga não!

Eu gosto porque deixa vc bem saciada, e dizem que é bom para o organismo... mas tem que beber bastante agua sem não vc fica recescada. No meu caso que já tenho instestino lento ...se eu não beber ficou mauuuu!!

Tem esse site no You Tobe legal:
http://www.youtube.com/watch?v=m_httTY3Iv8

Eu particulamente estou gostando. Tem variasssssssss. O interessante é ler o rótulo. Porque as vezes a light tem coisas como acuçar e cacau(que p/ mim não serve) pois tira o sono... já a não light tem umas que não tem. Eu comprei aqui tem no meu estado por R$10,00
Agora tem varios valores, como no Mundo Verde tem uma de valor de R$33,00!

Beijos!
Espero que tenha ajudado!
Obrigada pelo apoioo!

*Depois retorno pra ler seu post.

(●• LIA •●) disse...

Se o linke do You tobe não abrir , é so digitar :RAÇÃO HUMANA -10/01/10 no Jornal Hoje (rede Globo), Pois vai aparecer a reportagem.

Na reportagem dizem que nãO pode substituir uma refeição. Só que eu estou substituindo siiim!

Pois a noite onde minha fome é maior... eu tomo ela! ahahahah

Mia ♥ disse...

Ufa!
Que post grande hehe!
Temos duas coisas em comum:
1°Queremos MUITO emagrecer.
2°Temos o mesmo problema de gula a noite.
Realmente isso é terrivel.
Te dou uma dica: Comer gelatina cai bem.Pois além de saciar a fome é tbm pouco calorico =D

E tentar manter o controle as vezes é dificl,mas iremos conseguir.
E parabéns por ter conseguido eliminar os 2kgs.
Já eu...acho que não vou conseguir eliminar uns 2 a 3 kgs em 6 dias.
Se você tiver algumas dicas,POR FAVOR me diz quais são.É URGENTE! :X

Beijos * Seguindo *

AmAnTe.Da.dIsCiPliNa disse...

Olá!

Nunca passei por aqui pra deixar um comentário, hehe sorry. Mas passei logo no dia de um post longo. Adoooro ler esses!

Essa sensação de perda de controle é péssima... passei por isso quando já tive 61 e não entedia como pulei desse peso pra 90 em menos de um ano. Mas, como eu sempre digo: amanhã é um novo dia, um re-começo, over and over again.
Acredito firmemente nisso!

Simbora, amiga, você vai conseguir!

Determinação é tudo (e é por isso que eu não ando com dinheiro nem ferrando)!

Concordo com a Yara sobre a compul noturna: preste atenção em si mesma e tente achar o "gatilho" dessa vontade, um pensamento ou ato que se repete antes de você começar a comer desesperadamente. Acho que pode ajudar.


Beijos

♥♥♥