BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

Keep Going!

sábado, 17 de abril de 2010

Questões de controle


Depois de alguns problemas de template, de volta a progração anormal.
Um dos meus problemas com os templates, vejam vcs, é que deu tilti nos meus htmls e a réguinha de peso num tava aparecendo. Só pq eu queria colocar q emagreci!!!
Vcs raramente me veem falando aqui "peso tanto, meço tanto", mas isso pq morro de vergonha, por isso usava a reguinha.
Bom, a coisa boa é que posso dizer que desde a minha última postagem eu NÃO JAQUEI com tudo.
(Ueeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeba!!! Comemoração!!!)
É claro que pras meninas q estão acostumadas a fazer LF e NF praticamente todo dia, aquelas q raramente jacam entenderem o que tem de tão fantástico, então vou fazer um flashback:
(Antes, só uma coisa: As meninas de Portugal e outros países, sabem o que significa jacar? Seria estragar a dieta. Há pouco tempo me dei conta de que essa é uma expressão brasileira que nós mesmas inventamos...)
Bom, acontece que quando comecei a bloggar, muuuuito tempo atrás (2004? 2005? Sei lá) eu conseguia. Simples assim. Tinha ódio quando escorregava e comia um doce. Caminhava cerca de seis horas por dia, e fazia aulas de dança do ventre 2 vezes por semana, pelo menos. Odiava me exercitar menos q isso. Ia dormir cedo pra não jantar e acordava cedinho e ia pra escola (tinha lá meus 16, 17 anos) pra não tomar café. Chegava em casa e fazia uma refeição, as vezes duas, mas sempre dava um "jeitinho". Quando aprendi a usar laxantes e diuréticos foi a glória. Nunca fui muito fã de miar, embora fizesse isso esporadicamente desde os 15 anos, só em "emergências". Tinha 48kg me sentindo como se tivesse 200kg.
Fui morar na casa da minha avó no ano que entrei pra faculdade, no fim dele, ficava o dia todo em casa, muitas vezes sozinha. Entrei numa compulsão inacreditável, me sinto mal só de lembrar, foi horrível. Lógico, vomitava mais do que nunca - pra ajudar, bem na época da novela da bulímica em horário nobre. Arrumei um emprego e voltei pra casa da minha mãe, com 56kg. E voltei a ser gente - aliás, voltei a ter blog, tinha parado de postar quando morava no fim de mundo. Trabalhava, parei de estudar, saí do emprego (era temporário), comecei tratamento psiquiatrico por depressão e borderline, entrei em crise profunda e saí dela pouco depois de voltar as aulas - tudo isso num período de 5 meses, nos quais perdi 10kg.
Eu sempre me pergunto, quando foi que engordei de novo? A resposta é óbvia. Pouco antes de brigar com o R., ele falou em vir pra Curitiba e eu surtei (normal). Ele disse algo, então, que nunca saiu da minha cabeça. "Eu sei que vc vai querer ficar mais magra pra me ver. Por favor, não fique doente por minha causa.".
De certa forma, nunca foi por causa dele, mas ele era um estopim óbvio, e fui lentamente dos 46kg aos 48kg, pq ele dizia tanto que isso não era importante, e eu acreditava. Quando brigamos eu tinha 50kg, e quando me dei conta de que estava descontando a depressão na comida (e recebido puxões de orelha) estive lutando. Mas não com força. Sempre tem a ansiedade, o stress, todas as coisas do mundo - ah, e claro, ele, ele, ele, meu deus, estou tão deprimida por ele que vou engordar até virar uma porca.
Affs.
Não tem mais ele como desculpa, Bunny, e aí?
Acontece que já faz mais de ano q estou nesse blog, prometendo, dizendo que vou me esforçar e não completando nem um dia de dieta.
Pq o negócio não é fazer dieta.É nunca perder o controle. Eu estou sempre me controlando pra não partir ao meio sob a pressão de tudo na vida, e meu escape é a comida. E se fosse a dor? A fome? A exaustão? Se eu tenho q controlar, estar controlada, nunca deixar nada escapar desse controle, nunca perder esse controle, então que seja o peso, está mais do que na hora de levar os números a sério assim como os atos. Eu pude fazer isso. Eu estou fazendo isso. Mas hoje foi mais difícil - acabei por atacar um pedaço razoável de chocolate que estava no armário, eu diria uns 100gr. Comi pão de queijo e um miojo tb. Comi mais do que tenho comido. Ontem estava com 53kg, hoje já estou com 54kg e uns quebrados. Estou já ficando com o pavor de estudar trabalhar e fazer estágio obrigatório que me acometera na semana passada.
Então, deduzem qual o problema?
FIM DE SEMANA. Isso geralmente significa descanso, mas não posso descansar, não posso relaxar nem por um minuto, ou então perco o ritmo....e aí tenho sempre que recomeçar.
Então, agora que engrenei e descobri a chave do fracasso tb, não posso relaxar. Não posso pausar ou estacionar pq senão vai tudo por água abaixo. Eu preciso perder peso. Eu preciso ser magra. Eu preciso dar um jeito nessa barriga ridícula tb (aceito sugestões). E bobear ou relaxar, nesse momento, seria botar tudo a perder - não só o esforço dos últimos dias, mas dos ultimos anos. Never lose control. É assim que o sucesso funciona. Nunca bobear.
É muito, muito tarde, e eu to com muito, muito sono. Devo ter perdido o fio da meada pq não lembro oq ia escrever no inicio do post e preciso ir dormir agora. Mas amanhã/hoje, em vez de ficar morgando na cama, vou fazer exercícios, nem que seja dentro de casa. ão vou perder o foco, nem por um segundo a partir de agora, nunca mais.
Por hoje é só, ou pelo menos por agora. Depois que acordar, vou ver se posto meus schedulles de horários, dieta e exercícios aqui. Desculpem o post enorme, mas não consigo evitar.

Beijos amores, be strong!

7 comentários:

Orquidea disse...

ohh princesa..o peso nao pode ser o centro das nossas vidas..isso nao nos faz felizes...perder peso sim..mas nao fazer disso a nossa vida...

Anna Williams disse...

Amo teus longos posts porque eu aprendo com você:-) Adoro sentir que os conflitos que eu tenho não são só meus. Tão bom saber que você divide conosco esta parte da sua vida.

Lola disse...

Heey
tá certo.Descobrindo os motivos,poderá chegar num plano melhor né ?? eu tava comendo igual uma porca grávida,mas to retomando meu controle..
E o blog é teu amr.escreva textos longos siim (eu sempre leio todoos)
vamos chegar onde queremos.eu espero
BeejoO

Roxy disse...

Ówn amor...
Eu parabéns por recuperar o controle, viu.?

Escreva o quanto quiser, o blog é seu e eu adoro posts longos *.*

Desejo a ti uma maravilhosa semana.! Ok.?



Kisses, Roxy. ♥

Love disse...

Oi amore... são tantos anos nesta luta que a gente ate se perde não e mesmo???... Desejo sorte no seu controle. O stress me faz perder o apetite e espero continuar sem apetite por uns bons dias... Apesar de querer me livrar do stress.rs

beijos e te cuida

Lady Psychosis disse...

A oferta é nas livrarias curitiba. Eu fui lá na do shop. Palladium, pq sei que a livraria lá é maior e encontrei uma pilha de Abzurdah.
Eu não sei até quando dura a oferta, mas pelo jeito começou na semana passada... ainda sobra tempo =D

Agora vou ler o seu post...

Lady Psychosis disse...

Uhm... eu também tive tantos altos e baixos. Dos 40kgs ao 60kgs - tive todas as variações entre essas duas medidas.

Exato - "nunca perder o controle", esse é o segredo. Eu devia ter feito isso quando cheguei ao meu mais baixo peso... mas NÃÃÃO! Manti o controle por um tempo e depois... Sei lá que diabos aconteceu para eu ter engordado. Aliás, sei sim! Perdi o controle (comendo doces diariamente).

Fazer exercícios em casa é uma boa! Uma época fiz isso e deu certo. Não é aquelas coisas! Mas ajuda sim.
Dependendo do exercício... é até melhor do que uma caminhada. Como polichinelos ou pular corda - só que eu nunca consigo fazer isso porque fico tonta =/

Boa sorte e sucesso para nós duas =D
Beijinhos!! Cuide-se e boa semana!