BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

Keep Going!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Recados


Eu leio todas. Cada uma que está linkada aqui e até as que não estão, as que comentam e as que são citadas em outros blogs. Eu raramente comento e raramente atualizo a lista de links por falta de tempo e um cansaço que me impede de fazer qualquer coisa que não seja clicar e ler, clicar e ler...
Cansaço físico, mesmo, além de mental. Nesse momento meus braços doem do esforço enorme de digitar.
Estou perturbada e instável. Meu coração está o tempo todo acelerado. Meus sentimentos estão tão bagunçados que eu não acho mesmo que deva gastar tempo tentando explicar o inexplicável, e nem o tempo de vcs que não vão entender lhufas dessa minha maluquice.
A dor me corrói em camadas, e então não há mais o que corroer. Certo? Bom, parece que no meu cerne ainda há algo a ser torturado. Tenho vivido como os seres "comuns", que fazem tudo automaticamente, condicionados, aqueles que um dia critiquei (e invejei). Mas a dor passa através dessa máscara - e em cada casal eu vejo um só, em cada homem eu vejo um só, em cada loira e/ou olhos verdes eu vejo o mesmo, em cada gravidez e casal com filhos eu vejo um só futuro.
O futuro que eles terão e eu jamais.
O happy ending que nunca poderá constar na minha história.

E o peso, ah, o peso... sinto vergonha de mim, repulsa. Mas naqueles momentos de condicionamento em que, maravilhosamente, eu perco a personalidade, tb esqueço de quem eu sou enquanto como. Aí acaba a hora de almoço e eu percebo o que fiz. Já virou rotina: gastar em comida, comer, vomitar, voltar ao trabalho. É como se estivesse na lista: escovar os dentes, pentear os cabelos, me sentir miserável.
E aí, chego a noite e leio os blogs. E o sentimento de miséria vai crescendo.
O que eu fiz comigo? Onde eu mesma fui parar?
Onde me escondi, sob essas camadas de gordura?
Eu quero voltar no caminho de onde parei. Os 48kg, que eu odiava tanto, mas que me faziam sentir mais gente doq me sinto agora. Agora não me sinto nada humana, só um pedaço de gordura. Mas eu via meus ossos e via sorrisos, eles existiam, no espelho e fora dele. Então, veio o desejo de agradar e ocupou o lugar do amor próprio que tinha brotado tão devagar.
"Por favor, não fique doente por minha causa."
Nunca foi por ele. Era o preço a pagar por mim mesma, e eu queria pagar.
Mas apostar em mim era uma aposta tão alta, e apostar nele, sabendo que perderia, parecia justo. Parecia oq eu merecia.

E claro, sempre foi um inferno. Essa coisa de ana e mia sempre, sempre vai ser um processo de destruição. Mas eu não me importo. Pior é essa miséria, essa sensação de incompletude que me arrasa por dentro. Que se filtra no mundinho que construí pra ser uma ovelha não-pensante. Que me derrota e me faz chorar escondida no meio das caixas por meio minuto. E nesse meio minuto, me arrasta ao inferno mais profundo do que qualquer coisa que a ana e a mia tenham me feito sentir.
Esse é o inferno. TA é só o purgatório.
Então eu prefiro buscar o inalcansável, e fazer isso por mim e comigo, do que depositar minhas esperanças vazias em 650km de distância e me sentir o resto da vida como alguém sem metade da alma. Se tenho que perder metade de mim, que sejam os 20kg de gordura excedente.
Pronto.

E tudo bem se mesmo tentando esquece-lo, passarei o resto da vida sentindo como se meu baço tivesse sido arrancado a unha. Se não tenho metade do corpo, não preciso de metade da alma pra preenche-lo.

E era pra ser um post curto, ugh....
Amo muito vcs, de verdade. Bjs.

7 comentários:

ThinPrincessC disse...

Ola!
Tens q ter mais controlo sobre ti..n podes comer para depois vomitar, isso nao t leva a lado nenhum.

devias pensar no q perdest i s valeu a pena..mas s e oteu objectivo segue em frente i custe o q custar vais atingir a tao desejada meta.

beijo, i conta comigo para tudoo

Esperança disse...

Oi meu anjo...espero que encontre seu eqilibrio, encontre dentro de vc força para ultrapassar essa dor e esse obstaculo...
Estou torcendo por vc e por sua felicidade...infelizmente estarei fora esse final de semana, mas quero que saiba que estara em meu pensamento...super beijo, muita luz...paz...e felicidade...

Lia disse...

Forças ai miga!
Tô te seguindo no twitter!
um beijão!

Cristal* disse...

Amor não deixes arrastar.te mais abaixo, não deixes que tu percas o controlo daquilo que fazes.
Eu bem sei o que é sentir a metade da alma longe e de certa forma digo que esse é o castigo pela misera vida em que vivo e pela minha incapacidade de lidar com ela e cair em TA's. Mas teremos a oportunidade de voltarmos a ver quem mais queremos, e enquanto isso não se fez tentamos ser uma pessoa melhor.
bjoka e mta força.

lovely disse...

Nem sei o que dizer =/

Sabe que antes eu tinha esperanças de ter um futuro? Nem faz tanto tempo assim. Mas essa esperança simplesmente sumiu! Penso no futuro e tudo o que eu vejo é ... NADA.
E nessa parte eu me identifiquei bastante com o seu post.

Aliás, me identifico com quase tudo aqui. Porque.. você sabe, eu já pesei 60, 59, 58kgs .. e eu nem tenho palavras para explicar o quanto eu sofri naquela época. Cada vez que eu tinha que colocar os pés para fora de casa era uma tortura.

Também não vou dizer que agora me sinto super bem, porque seria mentira =/

Melhoras. E acredite - você ainda pode ter o seu "happy ending" assim como muitas pessoas! Vou estar sempre torcendo por vc!

Esperança disse...

Ola passei pra deixar um beijinho...dizer que estou com saudades e que vc não saiu do meu coraçã...super beijooo

Lollipop disse...

Querida o happy ending depende de cada um de nós, mas sinceramente, eu não quero um. Porque finais felizes só existem em histórias que acabam, e a nossa esta longe de acabar.
E tem fé em ti, que tudo vai dar certo ;D
LOVE